ATUALIZAÇÕES
recent

Gírias e seus efeitos


Cada lugar no mundo tem seu , idioma, dialeto, seu sutaque, modos de falar, sejam formais ou informais. Mas, com certeza, em todos os lugares do mundo temos as benditas gírias.

Elas tem a função de reduzir uma palavra ou frase, encurtar a forma de falar, ser descolado ou maneiro, expor a cultura de um lugar e ser educado mesmo que não pareça.

Vamos dar alguns exemplos:

E aí? = Oi
Falou = Tchau
Foi Mal = Desculpa
Valeu = Obrigado
Firmeza = Tudo Certo
Rilex, Sussa = Tranquilo

As formas tradicionais de falar são trocadas por gírias em alguns lugares, normalmente pelos jovens, para expressar reações ou estados para encurtar a fala ou sair do formal.

Por alguns é considerado desrrespeito e uma atitude feia, outros já aceitam achando 'bonitinho' essa forma de se expressar.

Muito é cobrado na escola pelos professores ou até mesmo em casa pelos pais, pois as gírias são encaradas como uma forma 'malandra' de falar. Usada por pessoas sem respeito, escrúpulos, gatunos, seja lá oque. 

Eu, particularmente, uso algumas gírias que se dão como entender. Mas também acho meio estranho (ridículo) falar apenas em gírias, realmente quem vive de gírias não entende as palavras formais que serão necessárias se entender se quiser crescer na vida, construir um futuro. 

O falar corretamente influe muito na preparação para o grande mercado, pois um bom funcionário fala bem para atender clientes, discutir assuntos importantes e se apresentar como boa pessoa, pois a marca negra da diferença já está destacada na gíria.

Por isso ela não cabe no meio formal da sociedade, pois o 'falar bem' define a graduação e o caráter do cidadão.

No meio cristão a gíria é descartada, pois não serve para edificação para uns, é um modo desrrespeitoso para outros, forma que satanás criou para usar a língua dos jovens para os mais fanáticos extremistas e outros já não condenam tanto assim.

Afinal, o caráter de cada pessoa, sua êndole e sabedoria o diz com quem falar, como falar, quando falar e de que jeito falar.

O evangelho deve ser levado a todas as pessoas, sejam formais ou informais. Até porque, nem todo mundo teve acesso ao estudo, teve uma criação apropriada ou vive na casa com os pais, mas todos merecem ouvir a palavra do amor de Deus.

Na vida cristã encontraremos pessoas letras, analfabetas e pessoas que aprenderam e vivem com as gírias das ruas. Essas são os que mais precisam da nossa atenção, paciência, sutileza e inteligência ao falar.

Talvez, palavras formais o ofederiam, mas as gírias que ele usa o fará entender melhor do amor de Deus.

Não seja hipócrita ao criticar quem fala gíria ou vive na rua. Você não conhece a vida de tal. Mas aquele pra quem você trabalha conhece bem e diz que você deve ir a ele e compreendê-lo, examiná-lo (para saber como ajudá-lo, pois para ver os defeitos, veja os seus primeiro) e ensiná-lo através do amor.


Obs: Não podemos confundir gíria com expressões locais como: Oxente, do nordestino; Maneiro, do carioca; entre outras expressões de regiões do nosso país, ou outras palavras e formas linguísticas do mundo.

VIDEO EM DESTAQUE

Tecnologia do Blogger.